Bíblia Sagrada – Tradução João Ferreira de Almeida

Bíblia Sagrada – Tradução João Ferreira de Almeida

Como estudante dos ensinamentos de Jesus, acabei tentando entender como João Ferreira de Almeida trabalhou em cima de sua obra, por isso fiz o download deste PDF e pude acompanhar essa versão tão interessante.

Download Grátis

No link abaixo você terá acesso a versão em PDF, para baixar basta salvar em seu computador:

João Ferreira de Almeida

João Ferreira Annes d’Almeida, ou simplesmente João Ferreira de Almeida (Torre de Tavares, Portugal, 1628 – Batávia, Indonésia, 1691), foi um ministro pregador da Igreja Reformada nas Índias Orientais Holandesas, reconhecido especialmente por ter sido o primeiro a traduzir a Bíblia Sagrada para a língua portuguesa. A sua tradução do Novo Testamento foi publicada pela primeira vez em 1681, em Amsterdam. Almeida faleceu antes de concluir a tradução dos livros do Antigo Testamento, chegando aos versículos finais do Livro de Ezequiel. A tradução dos demais livros do Antigo Testamento foi concluída em 1694, por Jacobus op den Akker, também ministro da Igreja Reformada. Os volumes da tradução do Antigo Testamento em português foram publicados somente a partir do século XVIII, em Tranquebar e Batávia, no Oriente. A primeira edição em um único volume de uma tradução completa da Bíblia em português foi impressa somente em 1819, em Londres. Além da tradução da Bíblia, João Ferreira de Almeida também escreveu algumas obras contra os ensinos da Igreja Católica.

  • Capa
  • Leitura
Total Geral
Sensacional! 5

Deixe seu comentário:

Por

Baixe grátis em PDF a Bíblia Sagrada com a Tradução João Ferreira de Almeida.

Dois anos após rejeitar as doutrinas da Igreja Católica, João Ferreira de Almeida lançou-se num enorme projeto: a tradução de todo o Novo Testamento para o português, usando como base a versão em latim de Teodoro de Beza, consultando também como fontes traduções em castelhano, francês e italiano. O trabalho foi concluído em menos de um ano, quando Almeida tinha apenas dezesseis anos de idade. Terminada em 1645, essa tradução pioneira não foi publicada. Mas o tradutor fez cópias à mão do trabalho, as quais foram mandadas para as congregações de Malaca, Batávia e Ceilão (hoje Sri Lanka). Apesar da sua juventude, enviou uma cópia do texto ao governador-geral holandês, em Batávia. Crê-se que a cópia teria sido enviada para Amesterdão mas que o responsável pela publicação do texto faleceu resultando no desaparecimento do trabalho de Almeida. Em 1651, ao lhe ser solicitada uma cópia da sua tradução para a Igreja Reformada na ilha de Ceilão, Almeida descobriu que o original desaparecera. Lançando-se de novo ao trabalho, partindo de uma cópia ou rascunhos anteriores do seu trabalho, Almeida concluiu no ano seguinte uma versão revista dos Evangelhos e do livro de Actos dos Apóstolos. Em 1654, completou todo o Novo Testamento mas, uma vez mais, nada foi feito para imprimir a tradução, sendo realizadas apenas algumas poucas cópias manuscritas.

Almeida integrou no ministério eclesiástio da Igreja Reformada Holandesa, primeiramente como "visitador de doentes" e, em seguida, como "pastor suplente". Começou seu ministério tornando-se membro do Presbitério de Málaca, depois de escolhido como capelão e diácono daquela congregação.

No tempo de Almeida, um tradutor para a língua portuguesa era muito útil para as igrejas daquela região. Além de o português ser o idioma comumente usado nas congregações presbiterianas, era o mais falado em muitas partes da Índia e do Sudeste da Ásia. Acredita-se, no entanto, que o português empregado por Almeida tanto em pregações como na tradução da Bíblia fosse bastante erudito e, portanto, difícil de entender para a maioria da população. Essa impressão é reforçada por uma declaração dada por ele na Batávia, quando se propôs a traduzir alguns sermões, segundo palavras, "para a língua portuguesa adulterada, conhecida desta congregação".

Em 1656, ordenado pastor, foi indicado para o Presbitério do Ceilão na Índia, para onde seguiu com um colega, chamado Baldaeus. Durante os três anos seguintes, trabalhou na revisão da tradução de partes do Novo Testamento feita anteriormente. Depois de passar por um exame preparatório e de ter sido aceito como candidato ao pastorado, Almeida acumulou novas tarefas: dava aulas de português a pastores, traduzia livros e ensinava catecismo a professores de escolas primárias.

Ao que tudo indica, esse foi o período mais agitado da vida do tradutor. Durante o pastorado em Galle (Sul do Ceilão), Almeida assumiu uma posição tão forte contra o que ele chamava de "superstições papistas", que o governo local resolveu apresentar uma queixa a seu respeito ao governo de Batávia (provavelmente por volta de 1657). Entre 1658 e 1661, época em que foi pastor em Colombo, voltou a enfrentar problemas com o governo, o qual tentou, sem sucesso, impedi-lo de pregar em português. O motivo dessa medida não é conhecido, mas supõe-se que estivesse novamente relacionado com as ideias fortemente anticatólicas do tradutor.

A passagem de Almeida por Tuticorin (Sul da Índia), onde foi pastor por cerca de um ano, também parece não ter sido das mais tranquilas. Tribos da região negaram-se a ser batizadas ou ter seus casamentos abençoados por ele. De acordo com seu amigo Baldaeus, o fato aconteceu porque a Inquisição havia ordenado que um retrato de Almeida fosse queimado numa praça pública em Goa. Foi também durante a estada no Ceilão que, provavelmente, o tradutor conheceu sua mulher e casou-se. Vinda do catolicismo romano para o protestantismo, como ele, chamava-se Lucretia Valcoa de Lemmes (ou Lucrécia de Lamos). Um acontecimento curioso marcou o começo de vida do casal: numa viagem através do Ceilão, Almeida e Dona Lucretia foram atacados por um elefante e escaparam por pouco da morte. Mais tarde, a família completou-se, com o nascimento de um menino e de uma menina.

+ Religião

Todo mundo tem um anjo da guarda? Livro de Pedro Siqueira ensina sobre eles
Todo mundo tem um anjo da guarda? Livro de Pedro Siqueira ensina sobre eles
Encontrei uma mensagem emocionante no livro O Poder da Escolha, escrito por Zíbia Gasparetto – ISBN: 8577223795
Encontrei uma mensagem emocionante no livro O Poder da Escolha, escrito por Zíbia Gasparetto – ISBN: 8577223795
Encontrei mensagens religiosas de Dom Luciano Mendes de Almeida no livro Dizer o Testemunho
Encontrei mensagens religiosas de Dom Luciano Mendes de Almeida no livro Dizer o Testemunho
Baixe Grátis a Bíblia Sagrada Evangélica em PDF
Baixe Grátis a Bíblia Sagrada Evangélica em PDF

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,