8 das melhores sagas familiares intergeracionais para ler

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


À medida que entramos no que certamente será um inverno longo e incerto, também estamos entrando em uma época que gosto de chamar de “longa noite, longos livros”: a época do ano em que sou misteriosamente atraído por longas e tortuosas sagas de ficção histórica ou clássicos, quando estou pronto e animado para mergulhar em uma narrativa que ocupará minha mente e meu coração por mais tempo do que a média de um livro. Então, estou compartilhando esse amor com você. Quer mergulhar nas sagas familiares intergeracionais neste inverno? Quer se enterrar em um épico que se estende por décadas, que fala de traumas e desgostos ao longo dos anos, de amor e família se separando e se unindo? Estes oito romances brilhantes de ficção histórica, contando as histórias arrebatadoras de famílias ao longo das gerações, podem ser apenas para você.

The Thorn Birds por Colleen McConaugh

The Thorn Birds por Colleen McCullough

Este épico familiar conta a história dos Clearys, uma família que passa a viver na próspera propriedade de um parente em Drogheda, no outback australiano. É centrado na resiliente ruiva Meggie. Apesar de ter 673 páginas, ele voou – este é um livro sobre a sobrevivência em face de desastres naturais, morte e luto; os personagens são atraentes e complexos, e a escrita de McCullough é excelente. No final do livro, achei difícil dizer adeus aos personagens, e cada tragédia, do acidente ao incêndio florestal, realmente me atingiu como uma tonelada de tijolos. Este clássico continua a ser um dos favoritos.

Pachinko por Min Jin Lee

Finalista do National Book Award, este excelente trabalho de ficção histórica conta a história de quatro gerações de uma família de imigrantes coreanos que se estabeleceu no Japão no início do século XX. De então até a década de 1980, a família luta para ter sucesso, e a excelente escrita de Lee e o equilíbrio de parágrafos longos e fluidos emparelhados com frases curtas e atordoantes pegam o leitor de surpresa. O coração da história é Sunja, uma mãe que deu tudo o que tinha para manter seus filhos vivos, uma sobrevivente teimosa em todos os sentidos.

Casas de sal por Hala Alyan

Casas de sal por Hala Alyan

O poeta e romancista Alyan escreveu um belo livro lírico contando a história de várias gerações de palestinos de 1967 até o presente, uma história de deslocamento, perda e crianças crescendo. Tudo começa com Salma lendo a borra do café de sua filha Alia e mentindo sobre o que eles prevêem: que a família se espalhará de Jaffa a Nablus, a Kuwait City, a Paris, Beirute e Boston. É uma narrativa dirigida por personagens sobre trauma, herança e família, e foi uma das minhas leituras favoritas dos últimos anos.

White Teeth por Zadie Smith

Zadie Smith é um ícone, e Dente branco é um clássico. O romance começa com dois casais – Archie e Clara e Samad e Alsana – conectados pelas experiências dos maridos na guerra. O romance então segue lentamente nas histórias dos filhos dos casais, histórias que são assombradas e matizadas pelas escolhas e erros dos próprios pais. Smith tece questões de diferença geracional – de religião, imigração, racismo, gravidez, amor – por meio da narrativa, enfiando humor para enfatizar a comédia absurda e muitas vezes triste da vida cotidiana.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Caramelo de Sandra Cisneros

Caramelo de Sandra Cisneros

Enquanto Lala Reyes e sua família fazem sua viagem anual de Chicago para a Cidade do México para ficar com a Avó Terrível e o Avô, Lala observa a cidade ao seu redor e, ao fazer isso, mergulha nos mitos, lendas e histórias de sua família – da vida de sua avó, da história de sua mãe, de sua própria maioridade. Cisneros é um escritor brilhante, e este romance sobre narrativa e memória geracional foi a leitura perfeita para mim – li-o durante uma viagem à Cidade do México. É uma história de sexismo, amor e luta, assim como a vida da família na Cidade do México e como os mexicanos-americanos em Chicago.

Homegoing por Yaa Gyasi

Gyasi é uma maravilha – sua escrita é deliberada e bonita. Nessas 305 páginas, ela conta um épico familiar: duas meias-irmãs nascem de uma mulher de fogo, e o romance segue cada linhagem familiar ao longo das gerações – os ancestrais de uma meia-irmã são assombrados pela água, a outra por sonhos de fogo . Gyasi cobre décadas de história, todas enraizadas na saga e épico familiar, tragédias e triunfos, encadernado em contos de um homem Fante gay, de um homem livre preso e colocado para trabalhar nas minas de carvão. O romance de Gyasi – ela estréia-foi uma declaração surpreendente: Yaa Gyasi havia chegado ao mundo da ficção literária e estava aqui para ficar, como ela provou com o lançamento de 2020, Transcendent Kingdom.

Disoriental por Négar Djavadi

Disoriental por Négar Djavadi, traduzido por Tina A. Kover

Este livro, traduzido do francês original, é a história intergeracional da família Sadr e é fortemente inspirado pelas próprias experiências de Djavadi. Neste romance, a estranha Kimiâ, amante do punk rock, está sentada na sala de espera de uma clínica de fertilidade parisiense, e sua mente mergulha e gira através dos contos de sua família – de seu estranho tio número dois a sua formidável avó, ao medo e violência que seus pais enfrentaram. A teia da saga da família é um conto arrebatador da história, cultura e política iraniana, todas profundamente enraizadas na emoção e na complexidade dos personagens individuais.

A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende, traduzido por Magda Bogin

Este turbilhão clássico de realismo mágico, e o livro que foi a estreia de Allende, gira em torno de três gerações da família Trueba, liderada pelo tumultuado e arrogante Esteban e a etérea matriarca Clara. Seguem-se décadas de acontecimentos surreais, tragédias, violência e momentos de felicidade, misturando história com magia. Quando eu vi o sarcástico e magnífico Allende em um evento organizado pela minha livraria local em 2017, ela nos disse que começou A Casa dos Espíritos em carta ao avô em 8 de janeiro de 1981, e que desde então faz questão de começar cada um de seus romances nesse mesmo dia.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *